Macro Colectivo 2016-2017

Macro Colectivo 2016-2017

Liga BBVA 2016-2017 Leganes vs Sevilha FC

Organização Ofensiva

Processos de Construção

Preferência em sair curto apartir do sector defensivo em posse/segurança.

Construção a três com o recuo em zona baixa do (6) Nzonzi, muita rotatividade e mobilidade

espacial, constantes recuos em zona baixa dos jogadores mais interiores (Nasri e Vitolo).

Procura de apoios interiores, jogando dentro do 2ºbloco estrutural adversário.

Agrupar por dentro para evitar congestionamento nos corredores.

 

Processos de Criação

Grande capacidade de mobilidade sectorial e intersectorial, receber em apoios dentro do

1ºbloco estrutural adversário "rompendo" as zonas de pressão.

Laterais são os jogadores que dão a largura e profundiade ao jogo ofensivo, projectando-se

em zonas altas para criar desequilibrios na defesa adversária.

Capacidade de gerar constantes linhas de passe de progressão ofensiva, seja, em apoios fixos

ou em recuos entre sector defensivo e intermédio adversário.


 

Organização Defensiva

Equilibrios Defensivos

1x4x1x4x1 em organização defensiva, bloco médio situado sobretudo em zona intermédia.

Linhas estruturais juntas encurtando os espaços intersectoriais, (6) sempre no controlo do espaço

interior, 1ºjogador de pressão (zona interior).

Transitoriedade da bola em relação binómio espaço-bola.

 

Transições Ata-Def

Efectuam transições defensivas em pressão, grande objectivo da equipa quando perde a

posse, pressionar de forma colectiva com intenção rápida de recuperar a posse da mesma.

Agrupar em microzonas de pressão, pressionar efectivamente o portador da bola.

 

 

Partilhar:

Sobre Valter Nascimento

Valter Nascimento

...

  • LinkedIn
  • E-mail

Comentários

Filtrar Análises

O que se passa hoje?