Como o FC Porto criou mossa em Alvalade

Como o FC Porto criou mossa em Alvalade


Foi sobretudo através de transição ofensiva para contra ataque ou ataque rápido, que o Porto criou os maiores problemas ao Sporting na primeira parte em Alvalade. E se a verdade é que os azuis e brancos se apresentaram muito seguros e organizados defensivamente, a verdade é que ofensivamente o Sporting pouco conseguiu criar, raramente conseguiu segurar a bola no meio campo ofensivo e entrar em organização ofensiva e sem a pausa e a travagem necessária em muitos lances, com constantes perdas, sofreu a sua transição defensiva e com isso aproveitou o Porto para criar mossa, sobretudo através de Brahimi, jogador desconcertante no 1x1 e que saía facilmente da pressão através do drible e dava início às transições portistas.

Ao Sporting faltou aquilo que teve mais na segunda parte, embora sem conseguir criar situações de finalização, ficar com bola mais tempo, ser mais paciente e não perder a bola demasiado rápido. Ainda assim, creio que faltou alguma criatividade e criação ao jogo leonino, um problema que já vem de outros jogos. O Porto fez um jogo seguro, fez o jogo que quis fazer, podia ter resolvido a questão na primeira parte, mas mesmo na segunda parte não tendo as ocasiões para sair como teve na primeira, nunca foi uma equipa muito incomodada ou desequilibrada e geriu bem e com personalidade o resto do jogo.

Fica o vídeo. 

https/streamable.com/p9qpv

 

 

Partilhar:

Sobre José Carlos Monteiro

José Carlos Monteiro

...

  • E-mail

Comentários

Filtrar Análises

O que se passa hoje?